Anunciados os vencedores da 5ª edição do concurso da Fundação LafargeHolcim: Prémio Principal

Hoje trazemos, finalmente, os vencedores da 5ª edição do prémio da  Fundação LafargeHolcim para construção sustentável. Na categoria principal foram premiados três projectos com distinções diferentes; em terceiro lugar, o prémio bronze, recebeu uma quantia de 30.000 dólares; em segundo lugar, o prémio prata, que recebeu uma quantia de 50.000 dólares; e finalmente o grande vencedor, o prémio ouro, que recebeu uma quantia de 100.000 dólares. Os prémios foram anunciados numa cerimónia na cidade de Nairobi, capital do Quénia. Há em África uma crescente preocupação com a sustentabilidade na prática arquitectónica, principalmente no ceio dos arquitectos e designers recém-formados, particularmente juntos dos profissionais de sexo feminino. Segue a lista dos grandes vencedores:

 

1º Lugar:Legacy Restored in Niger“, por Mariam Kamara (Níger), Yasaman Esmaili (Irão), Dandaji, Níger:

O projecto vencedor é uma proposta que reinterpreta os valores da tradição local para a construção de uma nova mesquita e centro comunitário. O projecto propõe a construção de um novo corpo, que receberá a mesquita, além da reabilitação de uma antiga casa de culto, criando um lugar aberto a todos habitantes da vila.


2º Lugar:Weaving and Stamping in Morocco“, por Fatima-azzahra Bendahmane (Marrocos), Aït Benhaddou, Marrocos:

O segundo lugar, foi para a proposta de projecto para construção de um espaço de ensino na vila Aït Benhaddou. A proposta mescla arquitectura, forma, e os valores das tradições artesanais da comunidade, para a criação de um local que representa um modo de vida tradicional contemporâneo. O projecto prevê a utilização de materiais da região e mão-de-obra local para a sua materialização.


3º Lugar:Pavilion Re-claimed in Lebanon“, por Joana Dabaj (Líbano), Riccardo Conti (Reino Unido), Matteo Zerbi (Reino Unido), El Marj, Líbano:

O terceiro lugar, ficou para a proposta de projecto que pretende construir um espaço de ensino com um ambiente digno num campo de refugiados sírios. O projecto prevê a utilização da estrutura e dos restos de materiais de um pavilhão temporário, apropriando-se assim de uma pré-existência.

 

 

 

Deixar uma resposta

Navegar