Vencedores do Prémio Kubikuz 2015: Menção Honrosa da categoria “Habitação Social Rural”

Amanhã, 15 de Maio, encerra a recepção das propostas para o Prémio Kubizuz 2018, e o The Sanzala aproveita para revisitar as propostas vencedoras da última edição do prémio, organizado pela Imogestin SA. A cerimónia de entrega dos prémios teve lugar no Hotel Epic Sana, no dia 15 de Junho de 2016, e contou com a presença de figuras como a então Ministra do Urbanismo e Habitação, Branca do Espírito Santo, bem como do corpo da organização e os participantes do concurso. Segundo a organização, a utilização de materiais locais, soluções que respeitem o meio ambiente, e a sustentabilidade energética e hídrica das propostas, foram os principais requisitos para selecção dos premiados. Durante esta semana iremos publicar as propostas dos galardoados, as quais tivemos acesso directo ou indirecto.

A dupla vencedora no momento da premiação. Fonte aqui
Vista geral da habitação. © Master Plan Angola

Hoje trazemos o projecto da dupla formada pelo Arq. Kahina Miranda Ferreira (Master Plan Angola)  e a Eng. Dilma Silva, que receberam a menção honrosa para a categoria “Habitação Social Rural”. Segundo a apresentação da dupla, a localização do terreno, Icolo e Bengo, foi escolhida com base no Plano Director Geral Metropolitano de Luanda, sendo uma zona destinada a agricultura, e de fácil acesso aos recursos hídricos existentes na região. Segue a descrição dos autores, daquilo que foram os “critérios gerais e objectivos do projecto”:

Vista para o quintal. © Master Plan Angola

Optou-se pelo conceito de casa-evolutiva para a concepção do presente projecto, tendo em conta os aspectos ecológicos, ambientais, culturais, políticos, económicos e religiosos daquela população.

Foram estabelecidos os seguintes critérios para a concepção do projecto: 

  • Planeamento coerente, que facilite a ampliação da proposta a longo e curto prazo;
  • Capacidade para uma família de (6) membros;
  • Estruturação de programa organizacional segundo um ordenamento funcional e hierarquizado dos espaços e das suas utilizações;
  • Facilidade de preservação e manutenção do edificado, visando um conjunto objecto sustentável.

© Master Plan Angola

O programa base é constituído por três zonas distintas. A primeira, “Área Exterior”, é constituída pelo quintal, curral, horta, e tanque de aquicultura; a segunda, “Área de Serviço”, é constituída pela cozinha, lavandaria, arrumos, e instalação sanitária; e a terceira, “Área Privada”, constituída por três quartos O edifício conta com uma área de implantação de 162,5 m², e uma área bruta de construção de 39 m², num terreno com dimensões de 12,5×13 m. Quanto a sua materialidade, o bloco de terra comprimida de 20x20x40, a telha cerâmica pintada de branco, e a pedra natural,  foram os materiais utilizados na generalidade da habitação.

© Master Plan Angola
Vista interior. © Master Plan Angola

 

Slideshow com a planta baixa. © Master Plan Angola
Slideshow com cortes. © Master Plan Angola
Slideshow com um corte. © Master Plan Angola
Slideshow com alçados. © Master Plan Angola

Deixar uma resposta

Navegar