Centro de Congressos em Dakar: Tabanlioglu Architects

Arquitecto(s): Tabanlioglu Architects
Localização: Dakar, Senegal
Ano: 2013-2014
Cliente: Républica do Senegal / Summa Construction
Programa: Cultural
Área: 16,270 m²
Estado: Construído


Projectado pelo Atelier turco Tabanlioglu, o Centro de Congressos de Dakar abriu as suas portas ao Senegal. A geografia da região, particularmente as distintas árvores Baobás do Senegal,são um marco importante na planície da savana seca do Senegal e conhecida pela sua enorme circunferência e vida de mais de mil anos que  inspirou o projecto do Centro de Congressos de Dakar.

Baobá © Tabanlioglu Architects

Segue-se o texto extraído da memória descritiva (traduzida por nós) da equipa do projecto:

As histórias passadas de geração em geração, os baobás são citados como “lugares de batalhas” ou como marcos de fronteiras entre estados. Muitas dessas árvores históricas foram classificadas como monumentos históricos pelo Ministério da Cultura onde ocorreram coroações e decisões políticas.
Vista do exterior. © Tabanlioglu Architects
Vista do exterior. © Tabanlioglu Architects
O complexo de edifícios torna-se num porto natural para as reuniões presidenciais, que proporciona uma atmosfera serena e segura. As unidades do complexo conectam-se através de água e pontes, conectando os diferentes blocos separados e acentuando as noções de fundação e criação da comunidade, duração e continuidade e harmonia e ordem, em ambos os domínios social e ambiental.

Os blocos rectangulares são aninhados em envelopes metálicos semi-transparentes como um escudo que protege contra a luz forte e cria um sentido de segurança. Esta aplicação de malha também flui em torno do edifício, protegendo as paredes de vidro internas para reduzir o calor, a fim de melhorar a eficiência energética do edifício.

Planta do Interior. © Tabanlioglu Architects
Secção do edifício. © Tabanlioglu Architects

 

As lâminas torcidas que formam a textura das telas de malha comportam-se como quebra-sol e garantem um interior sombrio sem prejudicar a sensação de transparência. O edifício com o seu véu elegante funde-se visualmente com a água ao redor e cria reflexos eternos sobre a água.

Através da colocação de painéis em diferentes níveis e ângulos, a fachada é contemplada como uma variedade de geometrias lúdicas que brlham com a luz do dia, ecoando cores e tons do céu.

O efeito tridimensional da cortina da malha cria a sensação de que o edifício flutua sobre a piscina de reflexão circundante e, à noite, quando os interiores são iluminados, os padrões das vigas tornam-se ainda mais divertidos na água.

é possivel aceder ao edifício por todos os lados. A entrada presidencial leva à sala de conferências principal no primeiro andar, um auditório onde 1500 delegados se reunem. O acesso ao salão é feito através do lobby principal. As entradas públicas são feitas através do restaurante público e antes da feira ao ar livre, adjacente ao prédio da imprensa e administração, ambas as unidades no lado oeste do complexo.
Auditório. © Tabanlioglu Architects
Salão de conferências. © Tabanlioglu Architects
Vista do Interior. © Tabanlioglu Architects

O equilíbrio de luz e sombra, da transparência dos espaços comuns à confidencialidade dos assuntos do estado, é cuidadosamente pensado e realizado no projecto, e os requisitos contemporâneos do congresso, como equipamentos acústicos e técnicos, bem como segurança, são integrados à arquitectura. Em reconhecimento de sua função como ponto de encontro dos presidentes, o edifício é forte e simboliza o moderno; é simples, mas funcional e elegante.

Deixar uma resposta

Navegar