Património: Reabertura do Mutu Ya Kevela

Arquitecto(s): SOAPRO
Localização: Luanda, Angola
Ano: 2018
Programa: Educação
Área: 15.650 m(Área de Implantação 52.650 m2)
Estado: Construído (Restauro)


No passado dia 24 de Março, do ano corrente, o Presidente da República, João Lourenço, procedeu à re-inauguração de um dos mais emblemáticos edifícios do país. Após 2 anos em recuperação pela empresa de construção SOMAGUE, seguindo minuciosamente o projecto de reabilitação da SOAPRO, foi reaberta a antiga Escola Mutu Ya Kevela, agora, como Magistério.

Mutu Ya Kevela. Fonte aqui.

Concretizado inicialmente em 1919, ainda sem o edifício base que o representa (que seria inaugurado só em 1942), foi no também denominado por Liceu Salvador Correia, que, durante quase 100 anos de existência, passou grande parte dos intectuais da sociedade angolana, tornando-se num estabelecimento de referência, sendo posteriormente classificado como Monumento Nacional em 1992, pelo despacho n.º 47, de 8 de Julho.

Entada Principal © The Sanzala

Desactivado em 2008, o actual Magistério Mutu Ya Kevela, sofreu uma intervenção profunda, durante cerca de 25 meses, onde foram investidos 22.327.688,72 USD, que recaíram sobre os 15.650 m2 de área bruta de construção, numa área de implantação de 52.510 m2, distribuídos em 31 salas de aulas; 3 anfiteatros; 7 laboratórios; 3 campos de basquete; 2 campos de futsal; com a capacidade para receber cerca de 3200 alunos, mais 352 funcionários.

Inauguração © SOAPRO
Inauguração – Interior. © SOAPRO
Inauguração – Interior. © SOAPRO
Inauguração – Interior. © SOAPRO
Inauguração – Interior. © SOAPRO
Vista aérea I. Fonte aqui.
Vista aérea II. Fonte aqui.
Vista aérea III. Fonte aqui.
Interior I. Fonte aqui.
Interior II. Fonte aqui.
Interior III. Fonte aqui.
Interior IV. Fonte aqui.
Vista aérea durante obra. Fonte aqui.

A reabilitação da Escola Secundária Mutu ya Kevela enquadra-se no programa de modernização e requalificação promovido pelo Ministério da Educação de Angola. O projecto contempla o edifício existente, a criação de duas portarias e edifício técnico, e um parque de estacionamento em altura, adaptando esta instituição de ensino às novas necessidades educativas de acordo com a Lei de Bases do Sistema de Educação.

Foram mantidas todas as características arquitectónicas originais, tendo sido recuperados também todos os acabamentos, como azulejos, frisos, do projecto inicial do Arq. José Costa Silva em 1936

Esquema fases de intervenção. Fonte aqui.
Esquema fases de intervenção – Edifício Portaria. Fonte aqui.
Esquema fases de intervenção – Edifício Portaria. Fonte aqui.
Esquema fases de intervenção – Edifício Polidespotivo. Fonte aqui.
Esquema fases de intervenção – Campo de basquetebol. Fonte aqui.
Esquema fases de intervenção – Campo de Futebol. Fonte aqui.
Esquema fases de intervenção – Edifício PUNIV. Fonte aqui.
Esquema fases de intervenção – Edifício Mutu Ya Kevela. Fonte aqui.

Este, marca desde já pela positiva o tema da recuperação do património arquitectónico em Angola.

Deixar uma resposta

Navegar