Escola no Gana: Alberto Figueroa

Arquitecto(s): Alberto Figueroa
Localidade: Abetenim, Gana
Programa: Escola
Ano:
2017
Área: 113 m²
Custo: 5.000 USD


A escola no Gana é um projecto do ano de 2017, da autoria de Alberto Figueroa, na localidade de Abetenim, Gana, e ocupa uma área de 113 m2. O projecto resulta da competição internacional “4th Earth Architecture Competition” organizada pela “NKA Foundation”, cujo objectivo é desenvolver o protótipo de uma sala que faria parte de um campus do ensino médio de Abetenim. O projecto foi construído com materiais locais e o envolvimento da população foi determinante na sua execução.

Fachada principal da sala. Fonte aqui.

Segue a tradução livre do texto do autor, e o vídeo de apresentação do projecto:

A Escola no Gana é o resultado de uma competição internacional: o “4th Earth Architecture Competition” organizado pela “NKA Foundation”. O objetivo final era desenvolver um protótipo de uma única sala de aula que se tornaria parte do campus do ensino médio em Abetenim, na região de Ashanti, Gana. Construída usando materiais e técnicas de construção locais, envolvendo trabalhadores locais para fazer parte do projecto e ajudar a economia local em geral. O projecto também contou com voluntários internacionais, a maioria dos quais eram estudantes de arquitectura e graduados, dando-lhes experiência em sistemas de construção sustentáveis, como “taipa”.

Sala de aula e sua envolvente. Fonte aqui.

O projecto foi redesenhado no local para que se adaptasse ao sítio e criasse uma conexão com a cultura local. Portanto, o edifício é composto por uma sala de aula e um espaço de entrada que oferece espaço de armazenamento e estudo / leitura para seus alunos.

A orientação e a geometria do edifício foram escolhidas para minimizar a exposição à luz solar directa, maximizar a luz solar indirecta e eliminar a necessidade de iluminação artificial e seus custos associados. A forma do telhado tem uma dupla função: primeiro, recolher água da chuva para ser reutilizada em lavatório futuros e, segundo, fornecer a melhor acústica sonora.

Esquema funcional do edifício. Fonte aqui.

Usaram-se duas técnicas de construção neste projecto. Na base, terra batida. Este sistema permite a utilização de materiais locais, como a terra de barro que, uma vez misturada com o cimento e a proporção certa de água, cria uma parede com resistência mecânica semelhante ao concreto. No topo, uma estrutura de madeira composta de postes e vigas que, em combinação com pequenos pedaços de madeira pintada, permite a ventilação cruzada, a luz solar indirecta e uma conexão visual com o ambiente.

Interior da sala de aula. Fonte aqui.
Sala de aula. Fonte aqui.

A cor e a geometria da fachada do edifício são projectadas com referência ao tecido local chamado Kente. Kente é considerado uma representação visual da história e cultura de Gana. Este tecido é concebido manualmente e é reservado para ocasiões especiais, como casamentos, funerais ou conferências. A combinação de cores e padrões se torna uma linguagem que transmite uma mensagem que pode variar entre um sentimento, como amor ou admiração, para representar um título (por exemplo, há um Kente projectado para Barack Obama que só ele pode usar).

Kente, tecido local geralmente usado em cerimónias importantes. Fonte aqui.
A tecelagem do Kente. Fonte aqui.

O projecto está documentado em formato de vídeo para ajudar futuros directores de projectos, ONGs e voluntários a aprenderem o processo de construção, observar as decisões que tomamos e educar os alunos que não puderam participar deste projecto.

Acede ao canal do autor, para que possas ver a série de vídeos sobre a construção da Escola no Gana.

Deixar uma resposta

Navegar