African Modernism: Um livro de Manuel Herz

Título: African Modernism
Autor: Manuel Herz com Ingrid Schrõder, Hans Focketyn e Julia Jamrozik
Fotografia: Iwan Baan e Alexia Webster
Formato: Livro
Ano: 2015
Tema: Arquitectura do movimento moderno em África
Editora: Park Books


Entre o final da década de 1950 e início da década de 1960, o mundo viu um grande número de países da África Central e Subsariana a ganharem a sua independência, e uma das principais formas de expressar a sua identidade nacional, recém-estabelecida, foi através da arquitectura distinta. Os edifícios parlamentares, estádios, universidades, bancos centrais, centros de convenções e outros grandes edifícios públicos e projectos habitacionais foram construídos de forma ousada ​​e, para muitos, até heróica, marcando a imagem do futuro brilhante que estes países idealizavam após a independência.

Capa do livro. Fonte aqui.

Não tendo Angola na sua lista de países analisados, “African Modernism” (Modernismo Africano) é dos primeiros livros a dar uma olhada de perto na relação entre projectos de arquitectura da época e os processos construtivos em países como o Gana, Senegal, Costa do Marfim, Quênia e Zâmbia. Apresentando várias fotografias captadas pelos célebres fotógrafos Iwan Baan e Alexia Webster e fazendo uma análise perspicaz das interacções entre a inovação arquitectónica e desenvolvimento de culturas políticas e sociais nacionais, Modernismo Africano é, incontestavelmente, de grande interesse para os historiadores da arquitectura e do continente Africano. Uma excelente e fundamental aquisição para todos os interessados na arquitectura em África.

Mercado da cidade de Nairobi. Fonte aqui.
VIsta da cidade de Narobi. Fonte aqui.
Feira Internacional de Dakar. Fonte aqui.
Edifício “A Pirâmide” em Abidjan. Fonte aqui.
Henri Chomette – Africa como terreno de liberdade arquitectónica. Fonte aqui.

Deixar uma resposta

Navegar