Villa K: Studio KO

Arquitecto(s): Studio KO
Localização: Tagadert, Marrakesh, Marrocos
Ano: 2009
Programa: Residencial
Área: 300,00 m2
Estado: Construído


Localizada na pequena vila camponesa de Tagadert, nos arredores de Marrakech, em Marrocos, a Villa K, projecto dos arquitectos franceses, Olivier Marty e Karl Fournier, do atelier Studio KO, é um reflexo das influências Marroquinas patentes no traço arquitectónico do atelier, que conta já com vários projectos no país. O seu aspecto cru e maciço, enfatiza a envolvente maioritariamente árida desta área desértica de Marrocos.

Pormenor do exterior do edifício © Daniel Glaser

Segue a tradução livre da descrição do atelier:

A Villa K foi projectada com um profundo respeito em relação a sua paisagem. O terreno, uma longa faixa norte-sul de rochas e areia, com um declive de ambos os lados, suave ao sul e íngreme a oeste, cria uma forte matriz para o projecto.

Pátio exterior da residência © Daniel Glaser
Vista exterior do edifício © Daniel Glaser

Localizado no final de uma aldeia tradicional, de frente para as montanhas do Atlas, os seus blocos de terra criam uma primeira impressão enigmática quando visto de baixo. Ecoando antigas casas circundantes, os volumes constituem a última camada construída da aldeia antes do grande vazio. Depois de atingir o nível principal, localizado no topo de uma escada ao ar livre, uma piscina infinita preta traz a vista para o sul. Atravessando a piscina, num ângulo não ortogonal, a casa está situada num volume de apenas um andar, protegido do sol por uma pérgola em consola feita de ferro e madeira de cedro, surpreendentemente aberta para o cenário.

Vista exterior. Espelho de água e piscina © Daniel Glaser
Pormenor dos volumes e piscina © Daniel Glaser

A simplicidade do design permite vivenciar uma relação muito íntima com Marrocos: infinitos campos de trigo, ovelhas a pastar tranquilamente, um wadi contorcendo-se entre as oliveiras centenárias por um oásis não tão distante.A piscina afiada lembra aquelas antigas bacias de rega existentes nos arredores. Ela estica-se para alcançar e abraçar o horizonte montanhoso, tornando-se o ponto de sua própria composição geométrica.

Vista exterior do edifício © Daniel Glaser
Vista interior da residência © Daniel Glaser
Vista interior da residência © Daniel Glaser
Vista interior da residência © Daniel Glaser

Enquanto a natureza muda, dos invernos verdes à época de colheita de cor dourada, dos verões secos e arenosos aos dias chuvosos de inverno, a Villa K permanece a mesma. Um bloco silencioso de terra à beira de uma terra desleixada”

Planta de imlplantação © Studio KO
Planta Piso 0 © Studio KO
Planta Piso 1 © Studio KO

Deixar uma resposta

Navegar