Sarbalé Ke: Kéré Architecture

Arquitecto(s): Kéré Architecture
Localização: Indio, Califórnia, Estados Unidos da América
Ano: 2019
Programa: Instalação
Estado: Construído
Área: 200 m²
Cliente: GOLDENVOICE


No passado mês de Abril, teve lugar na cidade de Indio, na Califórnia, Estados Unidos da América, mais uma edição do festival Coachella, um evento de música e arte anual, que reúne mais de 100 espectáculos de artistas de vários géneros musicais e atrai, desde 1999, milhares de pessoas, sendo que em 2017 chegou a ultrapassar a marca das 125.000 pessoas em cada fim-de-semana. O festival, caracterizado pela animação e cores, é também palco para pequenas instalações temporárias, elaboradas por arquitectos e designers de todo o mundo.

Festival Coachella 2019. Fonte aqui.

Depois de Olalekan Jeyifous, em 2017, ter integrado a lista de designers convidados, a edição deste ano, contou com a participação de outro arquitecto africano, Francis Kére, que foi convidado para criar um espaço de reunião. O resultado foi baptizado de Sarbalé Ke (que em Mooré, uma das línguas Burquinenses, significa “a Casa da Celebração”), composto por 12 estruturas em torre, em representação dos Baobás, conhecidos em Angola por Embondeiros.

Vista geral da instalação. Fonte aqui.

Segue uma tradução da descrição do trabalho extraída directamente do site do atelier responsável:

Sarbalé Ke, “a Casa da Celebração” em Moore, uma língua falada em algumas zonas do Burkina Faso, é uma instalação vibrante criada para o programa de arte do Festival Coachella de Música e Artes de 2019. Inspirado pelo baobá Burkinabé, Sarbalé Ke explora o seu mundo interior. Conforme a árvore cresce, as suas cavidades e claraboias internas se desenvolvem em todo o tronco central. É valorizado como um marco comunitário e venerado pelos seus usos medicinais e nutricionais.

Continuando a exploração de Francis Kéré do tema Vila, a instalação apresenta 12 torres de baobá, reflectindo sobre o material, textura e disposição espacial da arquitectura na sua terra natal, Gando, no Burkina Faso. No centro da instalação, o baobá mais alto atinge uma altura de 19 metros, seguido de um de 18 metros e de outro de 17 metros. Estes três são contíguos, formando o maior espaço de reunião de Sarbalé Ke. Aqui, no coração da vila, as torres de baobá criam espaço para os visitantes fluírem pelos troncos de todas as direcções. Isso dá lugar a um interior repleto de luz, naturalmente ventilado e sombreado, ambos evocando a maravilha da luz do dia no coração de um baobá, ao mesmo tempo em que responde à necessidade imediata de sombra no clima escaldante da primavera do Coachella. Ao mesmo tempo, as camadas das várias pernas da torre criam uma floresta de tons quentes e frios para os visitantes explorarem. Esta trindade das mais altas torres de baobá é cercada por outro conjunto de três, girando no sentido horário a partir do centro da instalação.

Festival Coachella 2019. Fonte aqui.
Festival Coachella 2019. Fonte aqui.

À volta da instalação, outro conjunto de seis torres menores fornece espaços de reunião mais íntimos. Durante o dia, o seu desenho radial permitirá que os raios de luz entrem na estrutura. Enquanto o sol se põe, as torres de baobá são iluminadas por dentro, funcionando como uma fonte de luz e marco que ilumina o recinto do festival durante a noite. Típico do trabalho de Francis Kéré, os materiais foram seleccionados tendo como base a acessibilidade e disponibilidade local. O aço serve como elemento estrutural primário para cada torre de baobá. Painéis de madeira triangulares são mantidos em tons de azul fosco, laranja, vermelho e rosa; à medida que o sol bate nas superfícies externas das torres, a instalação comunica com o ambiente ao adoptar uma nova colecção de sombras e destaques, uma referência à palete de cores simbiótica dos amanheceres e entardeceres do Coachella com a cadeia de montanhas próxima.

Depois do festival, Sarbalé Ke será transferido para a sua localização permanente no East Valley do Coachella, onde servirá como pavilhão de reunião pública.”

Festival Coachella 2019. Fonte aqui.
Festival Coachella 2019. Fonte aqui.
Esquema da instalação I. Fonte aqui.
Esquema da instalação II. Fonte aqui.
Esquema da instalação III. Fonte aqui.
Esquema da instalação IV. Fonte aqui.

Deixar uma resposta

Navegar