Museu da Moeda: Costa Lopes

Arquitecto(s): Costa Lopes
Localização: Luanda, Angola
Ano: 2015
Programa: Cultural
Área: 4.794,00 m2
Estado: Construído.


Concebido pelo atelier Costa Lopes, o Museu da Moeda, representa em simultâneo duas intervenções – a construção de um Museu e a requalificação de um espaço público. Dado o facto do projecto do Museu ter-se desenvolvido abaixo da cota 0 permitiu a consolidação do espaço público à superfície – numa das zonas mais emblemáticas da Baía de Luanda, a Praça Major Saidy Mingas, que, durante vários anos serviu de parque de estacionamento para o Banco Nacional de Angola (BNA). O edifício, que demorou 3 anos a ser concluído (entre 2012 e 2015), está desde 2016 aberto ao público, apresentando um espólio relacionado com a evolução da moeda e da economia angolana.

Vista geral da praça com a sede do BNA ao fundo © Fabrice Fouillet

Segue o texto do atelier responsável pelo projecto, extraído directamente do seu site:

O novo Museu da Moeda está localizado junto à baía de Luanda, no coração da baixa da Luanda, na Praça Major Saidy Mingas, junto ao carismático edifício do Banco Nacional de Angola.

O programa foi pretexto para duas intervenções fundamentais. Por um lado, ancorou-se o equipamento museológico abaixo da linha de terra, mais reservado e silencioso. Por outro, à superfície, estabeleceu-se uma nova praça urbana que anuncia o Museu e permite, em simultâneo, a celebração do espaço público, de algum modo contaminado pela nova marginal da baía.

Com cerca de 4 800 m², o Museu revela-se na estereotomia irregular gerada por escavação, com a entrada duplamente anunciada na justa inserção do vazio das escadas e, a partir deste, na irrupção dos cobertos metálicos de sombreamento que entregam escala urbana e aclimatam permanências. Inclui duas áreas expositivas (permanente e temporária), complementadas por áreas públicas com auditório para suporte de actividades didácticas e pedagógicas.

A praça pétrea do Museu gera uma topografia subtil justificada pela baía e pela envolvente próxima, desenhando estadia, percursos e equipamentos, e redesenhando a sua própria centralidade ambicionada como espaço público aberto à cidade e à vida colectiva.”

Vista geral da praça I © Fabrice Fouillet
Vista geral da praça II © Fabrice Fouillet
Vista da praça – Estrutura sombreamento I © Fabrice Fouillet
Vista da praça – Estrutura sombreamento II © Fabrice Fouillet
Vista da praça – Estrutura sombreamento III © Fabrice Fouillet
Vista da praça – Estrutura sombreamento V © Fabrice Fouillet
Vista da praça – Estrutura sombreamento IV © Fabrice Fouillet
Entrada do museu I © Fabrice Fouillet
Entrada do museu II © Fabrice Fouillet
Espaço de exposição I © Fabrice Fouillet
Espaço de exposição II © Fabrice Fouillet
Espaço de exposição III © Fabrice Fouillet
Auditório © Fabrice Fouillet
Vista cobertura © Fabrice Fouillet
Planta de localização © Costa Lopes
Planta de implantação © Costa Lopes
Planta Piso Inferior © Costa Lopes
Corte longitudinal © Costa Lopes

Deixar uma resposta

Navegar