Atelier sul-africano seleccionado para projectar o Serpentine Pavilion de 2020

O atelier sul-africano Counterspace Studio, liderado pelas arquitectas Sumayya Vally, Amina Kaskar e Sarah de Villier, foi seleccionado para projectar o Serpentine Pavilion de 2020, em Londres. Counterspace é um atelier de arquitectura colaborativo, fundado e sediado na cidade de Joanesburgo, em 2015. A maior parte dos seus trabalhos são influenciados por ideias de inclusão, alteridade e futuro, e frequentemente agem no campo de outras disciplinas criativas, na formação de abordagens inovadoras para desafios interessantes de design.

Counterspace Studio – Amina Kaskar, Sumayya Vally e Sarah de Villiers. Fonte aqui

O desenho do pavilhão irá se basear na agregação de espaços e locais comunitários em toda a cidade de Londres, dobrando-a na estrutura do Pavilhão, em Kensington Gardens, estendendo um programa público pela cidade. A sua composição é criada a partir de um segmento de adicção, superposição e subtracção de formas, transcritas directamente dos espaços existentes, com particular relevância para as comunidades migrantes e suburbanas de Londres.

O Pavilhão irá incluir ainda peças móveis que permitirão que partes do Serpentine Pavilion sejam exibidas em diferentes pontos de Londres. Nestes locais, elas servirão de elementos atractivos para eventos das comunidades, e posteriormente serão devolvidas à estrutura principal do pavilhão no final do verão.

Serpentine Pavilion 2020. © Counterspace Studio

Módulos K-Briq, uma tecnologia recente da Kenoteq que produz tijolos a partir de 90% de resíduos de construções e demolição reciclados, serão usados ​​na construção do pavilhão. Outro material de destaque será a cortiça, considerada uma alternativa sustentável, pois não exige o corte de árvores para recolha e uso da sua casca.

Serpentine Pavilion 2020. © Counterspace Studio

Segue a tradução livre da abordagem de Sumayya Vally, arquitecta principal do projecto, sobre o design do mesmo:

O pavilhão é em si concebido como um evento – a reunião de uma variedade de formas de toda Londres durante o curso da permanência do Pavilhão. Essas formas são impressões de alguns dos lugares, espaços e artefactos que tornaram o cuidado e o sustento parte da identidade de Londres. As quebras, gradientes e distinções de cores e texturas entre diferentes partes do Pavilhão tornam essa reconstrução e a compilação legíveis à primeira vista. Como objecto, experimentado através do movimento, ele tem continuidade e consistência, mas a diferença e a variação são incorporadas ao gesto essencial a cada passo.

Locais de memória e cuidado em Brixton, Hoxton, Hackney, Whitechapel, Edgware Road, Peckham, Ealing, North Kensington e outros locais são transferidos para o gramado Serpentine. Onde eles se cruzam, eles produzem espaços conjuntos.

O Serpentine Pavilion de 2020 estará exposto em Kensington Gardens, Londres, de 11 de Junho a 11 de Outubro de 2020. Se resides ou estiveres em Londres nestas datas, não perca a oportunidade de visitar o edifício.

Deixar uma resposta

Navegar