Última hora: Yvonne Farrell e Shelley McNamara são anunciadas como as vencedoras do Prémio Pritzker 2020

Foi anunciado há pouco tempo o vencedor do Prémio Pritzker 2020, e este ano as galardoadas foram as arquitectas irlandesas Yvonne Farrell e Shelley McNamara. Formadas pela Escola de Arquitectura da Universidade College Dublin (UCD), Yvonne Farrell e Shelley McNamara são ambas co-fundadoras da Grafton Architects e docentes universitárias.

Yvonne Farrell e Shelley McNamara. Fonte aqui

Seguem imagens de projectos e um trecho da citação do júri sobre o trabalho das galardoadas:

Yvonne Farrell e Shelley McNamara praticam arquitectura juntas há quarenta anos de uma maneira que reflecte claramente os objectivos do Prémio Pritzker: reconhecer a arte da arquitectura e o serviço consistente à humanidade evidenciado por um conjunto de obras construídas.

Co-fundando a sua prática profissional sob o nome Grafton Architects, em Dublin, Irlanda, em 1978, procuraram de maneira consistente, e sem hesitar, a mais alta qualidade da arquitectura para o local específico em que deveria ser construída, as funções que abrigaria e, especialmente, para as pessoas que habitariam e usariam os seus edifícios e espaços. Elas têm uma obra que inclui numerosos edifícios educacionais, casas e instituições culturais e cívicas. Pioneiras em um campo que tradicionalmente tem sido, e ainda é, uma profissão dominada por homens, elas também são faróis para os outros à medida que forjam seu caminho profissional exemplar.

Departamento das Finanças. © Grafton Architects
Escola comunitária de Loreto. © Ros Kavanagh
Universidade Luigi Bocconi. © Federico Brunetti
Instituto de Minas. © Alexandre Soria

Fundada por Jay A. Pritzker e sua esposa Cindy, membros da família americana responsável pela cadeia Hyatt Hotel, o prémio arquitectónico, atribuído anualmente, baseia-se nas premissas do Prémio Nobel, sendo por isso considerado o Nobel da Arquitectura. O prémio Pritzker é concedido a um arquitecto (ou grupo de arquitectos) que exiba uma combinação de “talento, visão e compromisso” na sua prática arquitectónica, Philip Johnson arrecadou o primeiro prémio em 1979, seguido de vários arquitectos notáveis, incluindo Frank Gehry, Norman Foster, Oscar Niemeyer, Rem Koolhaas, Siza Vieira e a falecida Zaha Hadid.

Deixar uma resposta

Navegar